A Madeira inicia o processo de avaliação comparativa e certificação com a EarthCheck

Abril 2022, Funchal Madeira. “Chegamos a uma encruzilhada. Como destino precisamos de agir de forma coletiva para proteger e preservar a utilização dos nossos recursos naturais e reduzir as nossas emissões de gases de efeito estufa. As provas agora são claras: chegou a hora da gestão e ação ambiental.” Este foi o apelo mobilizador lançado pela Earthcheck na conferência “O Futuro do Turismo” que teve lugar na Universidade da Madeira em Setembro de 2019.

Desde então verificamos a concentração de mais de 200 países que se uniram no Reino Unido para assumir o compromisso de agir contra as alterações climatéricas e assinar o Pacto Climático de Glasgow. Lançou-se a Declaração de Glasgow que incluiu a meta de reduzir as emissões provocadas pelo turismo em metade ao longo da próxima década e atingir zero emissões de carbono assim que possível antes de 2050.

“À medida que a economia global começa a engrenar novamente no pós-Covid é nos oferecido uma oportunidade rara de reconfigurar e re-imaginar como os nossos destinos podem refletir de melhor forma os valores da comunidade e capacitar os atores envolvidos para serem mais flexíveis e resilientes.” Diz o fundador e CEO da EarthCheck, Stewart Moore.

“O tradicional apelo global para ‘Reconstruir Melhor’ passou a ser ‘Construir Melhor para o Futuro’. Assim reconhecemos que temos bastante margem para melhoria na forma como gerimos a nossa industria do turismo.”

Agora a Região Autónoma da Madeira assume um papel de destaque no restauro e proteção dos ecossistemas, amparando a capacidade da natureza para sequestrar o carbono bem como salvaguardando a biodiversidade, a segurança alimentar e o aprovisionamento hídrico. O programa EarthCheck Destinations fornece uma abordagem compreensiva à gestão de destinos, reunindo os sectores públicos e privados para medir e monitorizar a sua pegada ambiental e social, e fomentando a colaboração intersectorial.

“É de notar que um dos resultados chave de qualquer destino sustentável é uma indústria de turismo forte e resiliente com produtos, serviços e propostas de experiências dinâmicas que vão ao encontro das exigências do viajante consciente e da comunidade à medida que o destino evolui,” continua Moore.

O comunicado recente coincide com o aumento de propostas de turismo sustentável na Madeira com vários hotéis e operadores turísticos a colocarem a sustentabilidade no cerne do seu DNA. Exemplo disto é o famoso Reid’s Palace, um hotel Belmond, com a sua vista abrangente da baia perfeita do Funchal.  Após 130 anos a acolher clientes, o hotel agora lança uma avaliação comparativa e certificação do seu desempenho sustentável. Em 2021 a EarthCheck assinou uma parceria de serviço global com a Belmond, propriedade do Grupo LMVH, para iniciar o processo de certificação para todos os seus propriedades, safaris, comboios e embarcações. 

Eduardo Jesus, Secretário Regional de Turismo e Cultura e Presidente da Associação de Promoção da Madeira, tem dado o seu avale à certificação do destino, observando, “Este é um passo natural e fundamental na afirmação da Madeira como um destino turístico de excelência, capaz de gerar uma oferta diferenciada, estando na vanguarda da promoção do desenvolvimento sustentável do território em termos ambientais, económicos, sociais e culturais.”

“Queremos envolver toda a nossa comunidade no processo porque acreditamos que um destino de excelência para visitantes é capaz de gerar bem-estar para os seus residentes.”

Será possível seguir o processo de certificação online através dum website em português e inglês que é lançada em Abril de 2022. Paralelamente será lançada uma campanha nas redes sociais, divulgando vídeos e fotos destacando as iniciativas sustentáveis na Ilha. Mais adiante durante o ano prevê-se o lançamento dum documentário que incluirá entrevistas com protagonistas chave da indústria e visuais das muitas atrações turísticas e elementos ligados à avaliação comparativa e ao percurso de certificação. O processo e o desenvolvimento destas atividades são apoiados pela IPDT – Tourism Consultancy. A IPDT é uma empresa especializada no apoio à certificação de destinos.

“O Arquipélago da Madeira é um destino de turismo estabelecido de longa data; os primeiros passos no caminho para o turismo sustentável remontam vários anos com marcos principais tal como a declaração do Porto Santo como Reserva da Biosfera da UNESCO em 2020.” Disse Daniel Frey, fundador da Green Growth e parceiro da EarthCheck em Portugal.

“Ao longo dos anos tenho observado como as partes interessadas têm vindo a colaborar para moldar o caminho e o empenho, criando uma visão comum para o Arquipélago. Isto culminou na parceria com a EarthCheck no início de 2022 para formalizar o seu compromisso para com a sustentabilidade e embarcar no caminho rumo à certificação do Arquipélago da Madeira, juntando-se ao grupo seleto de destinos certificados EarthCheck.”

O EarthCheck Sustainable Destinations Program é uma rede global de destinos que visam estar na vanguarda mundial de resultados sustentáveis. Apoiados na avaliação comparativa, certificação e sistema de melhoramento de desempenho da EarthCheck, a plataforma utiliza ciência EarthCheck alinhada com normas relevantes da UNFCCC (CQNUAC) para a medição, relato e verificação de forma a abordar problemas ambientais e sociais tal como alterações climatéricas, redução de resíduos e a gestão de recursos não-renováveis.

Share